Visitantes aprendem curiosidades sobre os macrofungos na Semana do Meio Ambiente do Inpa

O objetivo da exposição é divulgar o trabalho que o Laboratório de Patologia da Madeira desenvolve com os macrofungos

 

 

Por Karem Canto ‚Äď Ascom Inpa

 

Boa parte das pessoas ao pensar em fungos tem no imagin√°rio que se trata apenas de micoses e cogumelos comest√≠veis. Mas voc√™ sabia que alguns desses fungos s√£o usados, por exemplo, na ind√ļstria de papel, t√™xtil e na biorremedia√ß√£o (tecnologia usada para remover contamina√ß√Ķes no solo com uso de organismos vivos). Essas e outras curiosidades sobre os fungos s√£o contadas na Exposi√ß√£o de¬†Macrofungos do¬†Instituto Nacional de Pesquisas da Amaz√īnia (Inpa/MCTIC).

 

A atividade √© liderada pela pesquisadora Maria Aparecida de Jesus do Laborat√≥rio de Patologia da Madeira. Faz parte da Semana do Meio Ambiente do Inpa, que iniciou no √ļltimo domingo (4) e encerra-se no pr√≥ximo domingo (11), no Bosque da Ci√™ncia (rua Ot√°vio Cabral, s/n- ¬†- Petr√≥polis), que est√° de portas abertas. Uma variedade de programa√ß√£o foi realizada e atingiu um p√ļblico de todas as idades. ¬†¬†¬†¬†

 

Os macrofungos s√£o aqueles fungos¬†cujo corpo de frutifica√ß√£o √© poss√≠vel ver a olho nu, como¬†cogumelos comest√≠veis, alucin√≥genos e venenosos. ‚Äú√Č relevante citar que, na bioprospec√ß√£o de novas drogas, a maior parte resulta de descobertas baseadas na qu√≠mica dos fungos‚ÄĚ, diz a pesquisadora.¬†

 

Segundo o bolsista de inicia√ß√£o cient√≠fica, Fl√°vio Costa, o objetivo da exposi√ß√£o √© divulgar uma parte do trabalho que o¬†Laborat√≥rio Patologia da Madeira est√° desenvolvendo. ‚ÄúQueremos levar para a popula√ß√£o o conhecimento sobre a biodiversidade dos macrofungos da regi√£o amaz√īnica e seus potenciais biotecnol√≥gicos, alimentares e medicinais‚ÄĚ, diz Costa.

 

SiteExposiçãoMacrofungos

 

No estande, ainda é possível conhecer um fungo popularmente conhecido como orelha-de-pau (Perenniporia macrospora) com aproximadamente 20 anos, cujo formato aparenta o de uma orelha com várias camadas espessas e duras, que dão origem ao nome.

 

Para Costa, a maioria das pessoas tem uma vis√£o limitada e at√© desconhecem sobre o que vem a ser um fungo. ‚Äú√Č natural que a gente encontre uma √°rvore com fungos crescendo e n√£o saiba o que √© aquilo. As pessoas v√™em uma orelha-de-pau e costumam pensar que aquilo √© composto da √°rvore, mas n√£o √©. Na verdade, isso pode estar matando aquela √°rvore‚ÄĚ, explica.

 

 

J√° o fungo conhecido como orelha de judeu (Auricularia judae) √© muito utilizado na culin√°ria vegana e vegetariana porque possui praticamente a mesma quantidade de prote√≠na que a de bife e s√£o muito nutritivos. ‚ÄúO shitake √© usado em pizzas, saladas e outros‚ÄĚ, conta o estudante Lucas Silva, tamb√©m bolsista de inicia√ß√£o cient√≠fica.

 

 

O cultivo de fungos comest√≠veis requer relativamente pouco capital. Em pa√≠ses menos desenvolvidos, o cultivo de cogumelo √© uma alternativa sustent√°vel, pois envolve o uso racional de res√≠duos org√Ęnicos e a produ√ß√£o de alimento, e n√£o causa danos ao ambiente.

 

Saiba mais

 

Essa e outras atividades s√£o realizadas gratuitamente no Bosque da Ci√™ncia do Inpa como parte da programa√ß√£o da Semana do Meio Ambiente. As atividades realizadas em grupo, como caminhadas para observa√ß√£o de p√°ssaros, trilhas para observa√ß√£o de insetos, observa√ß√£o astron√īmica e oficina para maquiagem sustent√°vel intuitiva precisam de inscri√ß√£o.

 

Os interessados podem se inscrever pelo email¬† O endere√ßo de e-mail address est√° sendo protegido de spambots. Voc√™ precisa ativar o JavaScript enabled para v√™-lo. ¬†ou ligar para (92) 3643-3135, exceto para a oficina de maquiagem que √© feita diretamente com o instrutor, o bi√≥logo e artista Emerson Pontes (U√Ĺra), por meio dos seguintes contatos:¬† O endere√ßo de e-mail address est√° sendo protegido de spambots. Voc√™ precisa ativar o JavaScript enabled para v√™-lo. ¬†ou (92) 99425-5511.

Circuito da CiÔŅĹncia
Mapa
Voce Sabia
Atracoes